De 2013 pra 2014: Como anda a música sertaneja?

Admin 7 de janeiro de 2014 0
De 2013 pra 2014: Como anda a música sertaneja?

Antes de tudo, Feliz Ano Novo!

Abaixo, uma reflexão do que foi 2013 e do que esperar de 2014 para a música sertaneja.

Longe de ter sido um ano ruim, mas 2013 não foi tão bom quanto os últimos anos pra música sertaneja. Mais do que uma questão exclusivamente musical, o fato de não termos tido “o grande nome do ano” acaba por dar uma esfriada no gênero pra quem olha de fora.

A falta de um grande artista revelação, que domina as atenções da imprensa e renova as programações das festas, no entanto, nos dá condições de analisar melhor como anda o mercado da música sertaneja.

Com o alto número de shows dos artistas de primeiro escalão, é comum que os mega públicos reduzam. Há muitas opções de shows do mesmo artista, em pouco tempo, em cidades próximas. Não é necessariamente um problema, desde que a conta dos eventos feche.

A grande quantidade de “Villa Mix” realizados em 2013, e o surgimento, com êxito, do “Festival FS”, mostram que os festivais têm espaço, mas que há chances maiores de sucesso quando se trata apenas de artistas de um mesmo escritório. Pra fazer o nome andar, os cantores precisam vestir ao menos um pouco a camisa. Talvez essa seja a maior dificuldade de festivais que reúnem cantores de diversos escritórios.

Os cachês, ainda que altos, passaram por mais uma fase de adaptação. Boa parte dos artistas reduziram os custos das apresentações, apesar de contratantes ainda reclamarem, e não tiveram sua agenda diminuída drasticamente.

Falando em termos musicais, alguns formatos aparentemente cansaram. Apesar de “Piradinha” ter surgido com muita força, há a impressão de que o público já não assimila de forma tão acachapante músicas “chiclete”. Escrevi um texto pro UOL, na semana passada, dizendo que as músicas “de balada” não seguraram a onda do sertanejo em 2013. Quem quiser ler, pode clicar aqui.

No lado das músicas “boas mesmo”, também ficou faltando algo. Friamente, apenas “Te Esperando”, do Luan, realmente surpreendeu no ano. Foi a canção que todo mundo parou pra ouvir.

As perspectivas pra 2014 não são ruins. Os anos passam e não param de surgir artistas e investidores gastando. Torço, particularmente, pra que surja um nome novo e faça muito sucesso. Uma cara nova, de qualidade, sempre faz muito bem ao mercado como um todo.

Como crítica, fica só o registro que muitos cantores, principalmente os novos, estão se esquecendo que música sertaneja é música de massa. A canção que fala em pegar a mulher ali, fazer isso e aquilo com ela, funciona em um determinado público, mas é muito pouco pra quem sonha com sucesso de verdade.

Fonte: Blog universosertanejo

Deixe uma resposta »

Pesquisar



Siga-nos no Facebook