Missa do Crisma: “Atitude, envolver-se e acompanhar”

Lima Lima 11 de abril de 2014 0
Missa do Crisma: “Atitude, envolver-se e acompanhar”

Na noite de ontem, 10 de abril, aconteceu na Catedral Nossa Senhora de Fátima a Santa Missa dos Santos Óleos, celebrada pelo Bispo Dom Guido na companhia de párocos de toda diocese. Não se sabe precisar o início da bênção conjunta dos três óleos litúrgicos, fora de Roma, esta bênção acontecia em outros dias, como no Domingo de Ramos ou no Sábado de Aleluia. A saber: os três óleos abençoados são o Óleo do Crisma – Uma mistura de óleo e bálsamo, significando plenitude do Espírito Santo, revelando que o cristão deve irradiar “o bom perfume de Cristo”. É usado no Sacramento da Confirmação (Crisma), a cor que representa esse óleo é o branco ouro.

segunda

Estiveram presentes párocos de toda diocese

Óleo dos Catecúmenos – Catecúmenos são os que se preparam para receber o Batismo, sejam adultos ou crianças, antes do rito da água. Este óleo significa a libertação do mal, a força de Deus que penetra no catecúmeno, o liberta e prepara para o nascimento pela água e pelo Espírito. Sua cor é vermelha.
Óleo dos Enfermos – É usado no sacramento dos enfermos, conhecido erroneamente como “extrema-unção”. Este óleo significa a força do Espírito de Deus para a provação da doença, para o fortalecimento da pessoa para enfrentar a dor e, inclusive a morte, se for vontade de Deus. Sua cor é roxa.

O rito de admissão a candidato ao Diaconato e Presbiterato de quatro jovens que já terminaram os estudos teologicos e que o dia 26 de abril serão ordenados diaconos, coincide com o encontro dos padres da diocese que durante a missa renovaram as promessas sacerdotais.

“A Missa Crismal é o ponto central na caminhada da nossa diocese, é carregada de muitos significados, de modo particular para nós padres que desde terça – feira estivemos juntos refletindo de maneira particular as orientações do Papa Francisco sobre a alegria do Evangelho.A partir da bênção dos Santos Óleos eu quero chamar atenção de forma profunda sobre essa atitude descrita pela Papa em cada um de nós, para podermos evangelizar e ao mesmo tempo realizar em nossas vidas três palavras: Atitude, envolver-se e acompanhar”, explicou Dom Guido durante a homilia.

A Missa que realisa o Sacramento da Eucaristia, obra de Deus, como bem lembrou o Bispo e não do homem, é também uma maneira de agradecer a Deus que na sua própria liberdade e misericórdia escolheu aqueles para viver os mistérios da fé humana,ajuda a que cada um reflita sobre como ser ativo nas dificuldades que certamente encontrarão no caminho.

O padre Rozivaldo da Paróquia de Santo Antonio de Pádua, em Sitio do Quinto, resumiu bem o sentimento que envolve os padres reunidos nesse período. “Nós saímos de Paulo Afonso, cientes da missão que recebemos, da missão que pela Igreja, Cristo nos confia, a nossa fragilidade. Depois esse encontro celebrativo vem apenas reafirmar a nossa conduta, sermos cada vez mais cervos pela misericórdia e compaixão do Senhor. Eu acredito que está nossa Renovação dos Compromissos Sacerdotais não é apenas uma renovação dos nossos laços, mas principalmente em nossos corações o desejo de cada vez mais configurarmos a pessoa de Jesus Cristo, apesar das nossas fraquezas e pecados”, afirmou o pároco.

 

 

 

 

 

 

 

Deixe uma resposta »

Pesquisar



Siga-nos no Facebook