Professores protestam por manutenção de eleições diretas nas escolas, no Centro de Salvador

Postado por:

Share on facebook
Share on whatsapp
Share on google
Share on twitter
ablp

Um grande grupo de professores protesta no Centro de Salvador no final da manhã desta terça-feira (14). A categoria pede a manutenção das eleições diretas para a direção das escolas, e mais segurança nas unidades.

Os educadores se reuniram no Campo Grande e seguiram caminhando em direção à Praça Castro Alves, pela Avenida Sete de Setembro.

Segundo o presidente do Sindicato dos Trabalhadores da Educação da Bahia (APLB), Rui Oliveira, a prefeitura entrou com um projeto de votação para mudar o método de eleição dos diretores das escolas municipais.

Atualmente, os diretos são escolhidos em votação pela comunidade escolar e pelos pais de alunos. Com a mudança que a prefeitura quer implantar, a escolha será feita pela Secretaria Municipal de Educação (Smed).

“Nós fomos surpreendidos, porque existe uma lei garantindo as eleições diretas para direção de escola, desde a época da ditadura militar. Agora, o secretário de Educação e o prefeito Bruno Reis tentam mudar a lei, o que na prática permite indicações políticas para os cargos de diretores de escola”, argumentou Rui.

A Smed foi procurada para se manifestar sobre o caso, mas ainda não emitiu um posicionamento. Com relação à segurança nas escolas, o presidente do APLB pediu que a Smed e a prefeitura garantam a segurança do patrimônio público.

“Tem 20 escolas que foram saqueadas, e a prefeitura não toma conhecimento. Só a Escola Municipal Joir Brasileiro, em Brotas, foi saqueada dezenas de vezes, e não se toma uma providência, em dois anos. É preciso colocar segurança privada, como sempre existiu em todas as escolas. Guarda Municipal é para garantir o patrimônio público, não para ficar na praia. Isso é uma função da Guarda Municipal”.

Fonte: g1 Bahia

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.